Informações Diferenciadas para os usuários cadastrados.
 
C.P.F.:
Senha:  
 
  Ainda não é cadastrado? Clique aqui.  
  Esqueceu sua Senha? Clique aqui.  

20/04/2017
EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS – PREFEITURA DE JAMBEIRO (CONCURSO 01/2017)

19/04/2017
TOTAL DE CANDIDATOS INSCRITOS – HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES – PREFEITURA DE JAMBEIRO (CONCURSO 01/2017)

07/04/2017
ADITAMENTO AO EDITAL Nº01/2017 – PREFEITURA DE JAMBEIRO – PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

10/03/2017
EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO – PREFEITURA DE ITARIRI (PROCESSO SELETIVO 01/2017)

06/03/2017
RESPOSTAS AOS RECURSOS – RESULTADO – PREFEITURA DE ITARIRI (PROCESSO SELETIVO 01/2017)

06/03/2017
RESULTADO FINAL – APROVADOS – PREFEITURA DE ITARIRI (PROCESSO SELETIVO 01/2017)

18/04/2013
Candidatos devem ser remunerados pelos dias de testes para o emprego

07/11/2012
Prefeitura de Cajamar (SP) abre concurso para 42 vagas

05/07/2012
Brasil é 3º maior contratante de trabalho temporário no mundo

Leia todas as notícias

  Data da última atualização:  
20/04/2017
 

Editais

CONCURSO: PROCESSO SELETIVO Nº 05/2010
NúMERO: PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU
STATUS DO CONCURSO: ENCERRADO

EDITAL DE ABERTURA DO CONCURSO PÚBLICO - 20/10/2010

PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU
PROCESSO SELETIVO

 

EDITAL Nº. 05/2010

 

A PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU faz saber a quem possa interessar que estão abertas inscrições do PROCESSO SELETIVO, para contratação por tempo determinado, sob o regime Celetista, em conformidade com os art. 256 e parágrafos da Lei Municipal nº 1175 de 2.010 em consonância com o inciso IX, do artigo 37, da Constituição Federal, e de acordo com as instruções a seguir:

 

 

CAPÍTULO I – DOS CARGOS E VAGAS

 

1.      O Processo de seleção atenderá o elenco de cargos de provimento temporário, descritos a seguir juntamente com as vagas disponíveis, a carga horária semanal exigida e o nível salarial respectivo e será realizado sob a responsabilidade da empresa MOURA MELO CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS LTDA:

 

 

CARGOS DE ENSINO MÉDIO INCOMPLETO
Taxa de Inscrição: R$ 25,00

 

Cód.

 

Cargo

 

Total de vagas

 

Vagas Reservadas p/ deficientes

 

Salário

 

(R$)

 

Carga horária semanal

 

Escolaridade /

 

Pré-requisito

 

Taxa da inscrição (R$)

 

001

 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO I

 

06

 

01

 

537,03

 

40 h

 

Ensino Médio Incompleto, experiência mínima de 06 meses em cargos correlatos ou funções assemelhadas e domínio de Internet e de pacotes de aplicativos, servidores e serviços tipo Office (Word, Excel, Power Point, Acess)

 

25,00

 

 

 

 

 

CARGOS DE ENSINO SUPERIOR COMPLETO
Taxa de Inscrição: R$ 45,00

 

Cód.

 

Cargo

 

Total de vagas

 

Vagas Reservadas p/ deficientes

 

Salário

 

(R$)

 

Carga horária semanal

 

Escolaridade /

 

Pré-requisito

 

Taxa da inscrição (R$)

 

002

 

MÉDICO PLANTONISTA CLÍNICO

 

14

 

01

 

10,43 por hora

 

24 h

 

Ensino superior completo em medicina com título de especialização na área e registro no CRM

 

45,00

 

003

 

MÉDICO ESPECIALISTA ENDOCRINOLOGISTA

 

01

 

-

 

1.254,26

 

20 h

 

Ensino superior completo em medicina com título de especialização na área e registro no CRM

 

45,00

 

004

 

MÉDICO PLANTONISTA ORTOPEDISTA

 

07

 

-

 

10,43 por hora

 

24 h

 

Ensino superior completo em medicina com título de especialização na área e registro no CRM

 

45,00

 

005

 

MÉDICO PLANTONISTA PEDIATRA

 

07

 

01

 

10,43 por hora

 

24 h

 

Ensino superior completo em medicina com título de especialização na área e registro no CRM

 

45,00

 

006

 

MÉDICO ESPECIALISTA UROLOGISTA

 

01

 

-

 

1.254,26

 

20 h

 

Ensino superior completo em medicina com título de especialização na área e registro no CRM

 

45,00

 

 

CAPÍTULO II – DAS INSCRIÇÕES

 

A inscrição do candidato implicará no conhecimento e na tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste EDITAL, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.

 

 

1.     As inscrições serão feitas somente VIA INTERNET.

 

1.1.   As inscrições serão realizadas a partir da 00h:01min do dia 25 de outubro de 2010 a 20h:59min de 03 de novembro de 2010.

 

1.2.   Acesse o site www.mouramelo.com.br.

 

1.3.   Visualize Cargos/Vagas do processo seletivo correspondente e clique em FAZER INSCRIÇÃO.

 

1.4.   Os campos em azul do formulário de inscrição são obrigatórios.

 

1.5.   Evite abreviações no nome, caso contrário, abrevie apenas os nomes intermediários.

 

1.6.   Não utilize acentos e caracteres especiais ($%#( )@!&ºª).

 

1.7.   Informe os dados corretos;

 

1.8.   Confira atenciosamente se os dados estão todos corretos e confirme-os.

 

1.9.   Após o envio do formulário, alterações de dados devem ser solicitadas através do e-mail: suporte@mouramelo.com.br.

 

1.10. Feita a conferência imprima o boleto bancário gerado para pagamento da respectiva taxa de inscrição.

 

1.11. O pagamento do valor da inscrição deverá ser efetivado em qualquer agência bancária, internet banking ou casas lotéricas, até a data de vencimento estipulada no boleto bancário.

 

1.12. A inscrição on-line somente será considerada válida após o pagamento do respectivo boleto bancário.

 

1.13. O pagamento efetuado fora do período das inscrições implicará na recusa da efetivação da inscrição.

 

1.14. Após 03 (três) dias úteis do pagamento do boleto, o candidato deverá verificar a confirmação da inscrição no site, imprimindo o comprovante de inscrição.

 

1.15. Caso a inscrição não esteja confirmada, enviar e-mail para suporte@mouramelo.com.br.

 

1.16. A Moura Melo Consultoria em Recursos Humanos Ltda. não se responsabilizará por pedido de inscrição via internet não concluído pelo candidato ou não recebido por fatores de ordem técnica dos computadores, bem como outros motivos técnicos que impossibilitem a transferência de dados.

 

 

2.     INFORMAÇÕES GERAIS PARA INSCRIÇÃO.

 

2.1.   Os candidatos deverão satisfazer as seguintes exigências:

 

a)    Ter nacionalidade brasileira ou estrangeira, na forma da Lei;

 

b)    Ter no mínimo 18 (dezoito) anos completos para todos os cargos;

 

c)    Estar em gozo dos direitos políticos;

 

d)    Estar em dia com as obrigações militares e eleitorais;

 

e)    Possuir nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo;

 

f)     Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;

 

g)    Comprovar não possuir antecedentes criminais;

 

2.2.   Efetivada a inscrição, não serão aceitos pedidos para alteração de opção de cargo, bem como não haverá devolução da importância paga em hipótese alguma.

 

2.3.   A relação dos candidatos inscritos, que tiverem suas inscrições indeferidas, será divulgada pela comissão do Processo Seletivo e caberá recurso no prazo de 01 (um) dia, a contar da data de sua divulgação, ao Senhor Presidente da Comissão. Interposto o recurso e não havendo a manifestação a tempo da Comissão, o candidato poderá participar condicionalmente das provas.

 

2.4.   As inscrições para os cargos serão examinadas e julgadas pela Comissão do Processo Seletivo.

 

2.5.   Compete à PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU direito de indeferir a inscrição do(s) candidato(s) que não preencher (em) a Ficha de Inscrição de forma completa, correta e legível, ou que fornecer(em) dados comprovadamente inverídicos ou que não atender(em) aos requisitos do presente Edital.

 

2.6.   O prazo de inscrição poderá ser prorrogado no caso do número de candidatos serem inferiores ao das vagas iniciais a serem preenchidas, ficando a critério da Administração a adoção de tal medida.

 

 

CAPÍTULO III – DAS PROVAS

 

1.      O PROCESSO SELETIVO constará de provas objetivas de Conhecimentos Básicos/Gerais e/ou Específicos, no total de 50 (cinquenta) questões com 4 (quatro) alternativas, conforme segue:

 

 

ENSINO MÉDIO INCOMPLETO

 

Cargo

 

Tipo de Prova Objetiva - Total de 50 questões

 

Básicos e Gerais

 

Específicos

 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO I

 

50

 

-

 

 

 

ENSINO SUPERIOR COMPLETO

 

Cargo

 

Tipo de Prova Objetiva - Total de 50 questões

 

Básicos e Gerais

 

Específicos

 

MÉDICO PLANTONISTA CLÍNICO

 

15

 

35

 

MÉDICO ESPECIALISTA ENDOCRINOLOGISTA

 

15

 

35

 

MÉDICO PLANTONISTA ORTOPEDISTA

 

15

 

35

 

MÉDICO PLANTONISTA PEDIATRA

 

15

 

35

 

MÉDICO ESPECIALISTA UROLOGISTA

 

15

 

35

 

 

2.      As provas serão compostas de questões de múltipla escolha, valendo cada questão 2 (dois) pontos, e versarão sobre os assuntos constantes dos Programas, que fazem parte do Anexo I do presente Edital, de caráter seletivo, eliminatório e classificatório, valendo no máximo 100 (cem) pontos.

 

 

CAPÍTULO IV – DOS DEFICIENTES FÍSICOS

 

1.      Para efeito do que dispõe o inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal, as pessoas portadoras de Deficiências participarão do Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo e avaliação das provas, mantidas as condições especiais para adequação da sua aplicação às condições restritivas do deficiente. Ficam assegurados 5% (cinco por cento) das vagas para os portadores de Deficiências.

 

2.      O candidato cuja Deficiência não for configurada ou quando esta for considerada incompatível com a função a ser desempenhada, será desclassificado.

 

3.      No ato de sua inscrição no Processo Seletivo, obriga-se o candidato portador de Deficiência a apresentar laudo médico original ou cópia autenticada, atestando a espécie e o grau de Deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da Deficiência (art. 39, IV do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999).

 

4.      Os candidatos portadores de Deficiência deverão atender a todos os itens especificados neste Edital.

 

5.      Considera-se pessoa portadora de Deficiência nos termos do art. 4º do Decreto nº 3.298/99, a que se enquadra nas seguintes categorias:

 

“I - Deficiência física – alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções; (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004)

 

II - Deficiência auditiva – perda bilateral, parcial ou total, de quarenta e um decibéis (dB) ou mais, aferida por audiograma nas frequências de 500HZ, 1.000HZ, 2.000Hz e 3.000Hz; (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004)

 

III - Deficiência visual – cegueira, na qual a acuidade visual é igual ou menor que no melhor olho, com a melhor correção óptica; a baixa visão, que significa acuidade visual entre 0,3 e no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60o; ou a ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores; (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004)

 

IV - Deficiência mental – funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas, tais como:

 

a) comunicação;

 

b) cuidado pessoal;

 

c) habilidades sociais;

 

d) utilização dos recursos da comunidade; (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004)

 

e) saúde e segurança;

 

f) habilidades acadêmicas;

 

g) lazer; e

 

h) trabalho;

 

V - Deficiência múltipla – associação de duas ou mais Deficiências.

 

6.      Os candidatos portadores de Deficiência, para que sejam considerados habilitados, deverão atingir a nota mínima estabelecida para todos os candidatos, sendo expressamente vedado o favorecimento destes ou daqueles no que se refere às condições para sua apuração.

 

7.      As pessoas portadoras de Deficiência participarão do Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo, avaliação, duração, data, horário e local de realização das provas.

 

8.      Os candidatos portadores de Deficiência deverão ainda assinalar na ficha de inscrição o tipo de Deficiência de que são portadores, gerando a omissão de tal dado na inclusão dos interessados na lista geral para efeito de realização da(s) prova(s).

 

8.1.    Os candidatos deficientes ou que necessitarem fazer prova especial, deverão solicitar a elaboração das mesmas por escrito à MOURA MELO CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS LTDA, com endereço na Rua Juruá, n.º 78 – CEP 09181-550 – Vila Eldizia – Santo André/SP, via SEDEX, até o término das inscrições. No caso da necessidade de tempo adicional para realização dos exames, deverão em igual prazo requerer tal benefício, devendo tal requerimento se fazer acompanhar de parecer emitido por especialista da área de sua Deficiência.

 

8.2.    A não solicitação da elaboração de prova especial ou do tempo adicional a que se refere o item anterior, no prazo especificado, implicará na participação do candidato na prestação do(s) exame(s) nas mesmas condições dispensadas aos demais candidatos.

 

9.      O portador de Deficiência, se habilitado, mas não classificado nas vagas reservadas, estará automaticamente concorrendo às demais vagas existentes, obedecida à ordem de classificação geral.

 

10.   Na falta de candidatos habilitados para as vagas reservadas a portadores de Deficiência, serão essas preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância da ordem classificatória.

 

11.   A contratação dos candidatos habilitados obedecerá à ordem de classificação, devendo iniciar-se pela lista de pontuação geral, seguida da lista de candidatos portadores de Deficiência, observando-se, a partir de então, sucessiva alternância entre elas, até o exaurimento das vagas reservadas. Em caso de surgimento de novas vagas no decorrer do prazo de validade do Processo Seletivo, aplicar-se-á a mesma regra e proporcionalidade prevista no item 1 deste Capítulo.

 

12.   O candidato portador de Deficiência aprovado e convocado para fim de contratação à função, durante o período de experiência será submetido a avaliação por equipe multiprofissional prevista no artigo 43 do Decreto n.º 3.298/99, que bem identificará a compatibilidade entre as atribuições da função/cargo e a Deficiência apresentada.

 

13.   A Deficiência constatada não poderá ser utilizada para justificar concessão de aposentadoria ou de adaptação em outro cargo.

 

 

 

CAPÍTULO V – DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

 

1.      Local e horário das provas objetivas:

DIA 07/11/2010 - PERÍODO DA MANHÃ
ABERTURA DOS PORTÕES: 8:45 h
FECHAMENTO DOS PORTÕES E INÍCIO DAS PROVAS: 9:30 h

 

EMEF. MONSENHOR CAMILO FERRARINI
Rua Acácio Honório, 100 - Pq e Jd. Das Rosas – Itu/SP

 

CARGO

 

INTERVALOS ALFABÉTICOS

 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO I

 

Nomes iniciados com as letras "A", "B", "C", "D", "E", "F", "G", "H", "I", "J", "K", "L", "M", "N", "O", "P", "Q", "R", "S", "T, "U", "V", "X", "W", "Y" e "Z"

 

MÉDICO PLANTONISTA CLÍNICO

 

MÉDICO ESPECIALISTA ENDOCRINOLOGISTA

 

MÉDICO PLANTONISTA ORTOPEDISTA

 

MÉDICO PLANTONISTA PEDIATRA

 

MÉDICO ESPECIALISTA UROLOGISTA

 

 

2.      As provas serão realizadas na cidade de Itu/SP.

 

3.      O candidato deverá comparecer ao local determinado para as provas com 30 (trinta) minutos de antecedência do horário estipulado, munido de comprovante de inscrição, cédula de identidade e caneta esferográfica azul ou preta. Não será permitido o acesso à sala de provas após o horário estabelecido para o início das mesmas.

 

4.      Não será permitida a saída de candidato do local de realização da prova, antes de completada meia hora do início da mesma, por motivo de segurança;

 

5.      Não haverá aplicação da prova fora dos locais, data e horários pré-estabelecidos;

 

6.      Não haverá segunda chamada sob-hipótese alguma, seja qual for o motivo alegado para justificar a ausência ou o atraso do candidato;

 

7.      O não comparecimento à prova, no horário estipulado, implicará na eliminação do candidato;

 

8.      Somente será admitido à sala de provas o candidato que apresentar documento que bem o identifique como: Carteira e/ou Cédula de Identidade expedida pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores, Cédulas de Identidade fornecidas por Ordens ou Conselhos de Classe, que por lei federal, valem como documento de identidade, como por exemplo, as do CREA, OAB, CRM, CRO, etc., e a Carteira de Trabalho e Previdência Social bem como a Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia na forma da Lei n.º 9.503/97).

 

9.      Durante a realização das provas, não será permitida qualquer consulta a livros, cadernos, etc., nem a utilização de instrumentos como máquina de calcular, aparelhos de comunicação de qualquer natureza, telefones celulares, bem como é proibido ausentar-se da sala de provas, a não ser em casos especiais, na companhia de um fiscal. A prova terá a duração de 2 (duas) horas e 30 (trinta) minutos.

 

10.   Não será permitido fazer prova em local e horários diferentes do estabelecido, sob quaisquer alegações.

 

11.   As salas de provas serão fiscalizadas por pessoas designadas pela COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO, vedado o ingresso de pessoas estranhas.

 

1.      A folha de respostas não deverá conter nenhuma rasura sob pena de nulidade da questão.

 

2.      Por questões de direitos autorais e de segurança, os candidatos não poderão levar os cadernos de provas.

 

3.      Será excluído do PROCESSO SELETIVO o candidato que:

 

a)     Apresentar-se após o horário estabelecido;

 

b)     Não comparecer ou não realizar a prova seja qual for o motivo alegado;

 

c)      Não apresentar o documento que bem o identifique;

 

d)     Ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do Fiscal, ou antes, de decorrida meia hora do início das provas;

 

e)     For surpreendido em comunicação com outras pessoas ou utilizando-se de livros, notas ou impressos não permitidos ou calculadora;

 

f)      Estiver portando ou fazendo uso de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação;

 

g)     Portar armas;

 

h)     Lançar mão de meios ilícitos para a execução das provas;

 

i)       Não devolver integralmente o material recebido;

 

j)       Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos.

 

4.      Para fins de fundamentação de eventuais recursos, os cadernos de questões estarão disponíveis para consulta pelos candidatos após o decurso do prazo de 72 (setenta e duas) horas da aplicação da respectiva prova, no site www.mouramelo.com.br.

 

 

CAPÍTULO VI – DO JULGAMENTO DAS PROVAS

 

1.      A prova objetiva terá caráter eliminatório, sendo considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) do total de pontos possíveis.

 

2.      A prova objetiva terá 50 (cinquenta questões), em que cada questão valerá dois pontos. Total de 100 (cem) pontos.

 

3.      O não comparecimento à prova inabilitará o candidato automaticamente.

 

4.      Não haverá segunda chamada para nenhuma prova.

 

5.    A data, local e horário das provas serão divulgados em até 2(dois) dias antes na PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU e no Jornal Local.

 

 

CAPÍTULO VII – DA CLASSIFICAÇÃO

 

1.      A nota final de cada candidato aprovado será a obtida na prova objetiva.

 

2.      Os candidatos serão classificados por ordem decrescente de nota final.

 

3.      Em caso de igualdade de pontos, terá preferência para nomeação o candidato que possuir:

 

a)    Idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, de acordo com artigo 27, § único, da Lei nº 10.741/03 (Estatuto do Idoso);

 

b)    Maior idade;

 

c)    Maior nº de dependentes (cônjuge e filhos).

 

4.      A relação dos aprovados já estará na ordem de classificação pelo item 3.

 

5.      Ainda havendo igualdade de pontos, o desempate ocorrerá na nomeação do candidato, por sorteio.

 

 

CAPÍTULO VIII – DOS RECURSOS

 

1.      Revisão de prova e questões de legalidade:

 

1.1.    O candidato poderá apresentar recurso no prazo de 02 (dois) dias úteis contados, respectivamente, a partir da aplicação das provas, o qual deverá versar exclusivamente sobre possíveis irregularidades ocorridas no dia da aplicação da mesma, da divulgação dos gabaritos oficiais, o qual deverá versar exclusivamente sobre divergências nos gabaritos e nas questões, e da publicação dos resultados das provas, o qual versará exclusivamente sobre a nota do candidato.

 

1.2.    Em todos os casos o recurso deverá ser interposto por requerimento endereçado à Comissão de Processo Seletivo, que determinará o seu processamento. Nele deverá constar o nome do candidato, número de inscrição, número do documento de identidade, emprego pretendido, endereço para correspondência e as razões da solicitação.

 

1.3.    O recurso deverá ser protocolado no Setor de Protocolo, junto a Comissão de PROCESSO SELETIVO da PREFEITURA MUNICIPAL de itu.

 

1.4.    Feitas as devidas revisões, será publicado o resultado final com as eventuais alterações.

 

 

CAPÍTULO IX – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

 

1.      A homologação do PROCESSO SELETIVO será feita pelo Sr. Prefeito da PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU, em até 20 (vinte) dias, contados da publicação do resultado final, a vista do relatório apresentado pela COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO.

 

2.      A nomeação dos candidatos obedecerá à ordem de classificação, devendo iniciar-se pela lista de pontuação geral, seguida da lista reservada aos portadores de Deficiência, observando-se a partir de então sucessiva alternância entre ambas, até o esgotamento das vagas reservadas.

 

3.      As vagas em processo seletivo serão destinadas para o local de trabalho que melhor convier à municipalidade, a juízo da administração municipal.

 

4.      A lotação e a fixação do horário de trabalho para os cargos em processo seletivo serão estabelecidas pela Prefeitura do Municipal de Itu, em escalas que atendam as necessidades dos serviços públicos.

 

5.      O candidato classificado obrigar-se-á a manter, durante o prazo de validade deste Processo Seletivo, o seu endereço atualizado para eventuais convocações, junto ao Departamento Pessoal da PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível ao órgão competente convocá-lo por falta da citada atualização.

 

6.      O candidato aprovado fica obrigado a submeter-se a perícia médica, a critério da PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU que confirme a capacidade física, mental e psicológica do mesmo para a posse e exercício do emprego de provimento específico a que se submeteu em PROCESSO SELETIVO.

 

7.      O candidato terá um prazo de 03 (três) dias úteis, a contar da data do recebimento da notificação que precederá a admissão, para manifestar seu interesse em assumir o cargo em local para o qual será designado. A omissão ou a negação do candidato será entendida como desistência de admissão.

 

8.      A apresentação dos documentos comprobatórios das condições exigidas neste Edital será feita em data a ser fixada, por ocasião da convocação do candidato aprovado para admissão no emprego público.

 

9.      A não apresentação dos documentos na data fixada eliminará o candidato do PROCESSO SELETIVO, anulando todos os atos decorrentes da inscrição, sem prejuízo das sanções penais aplicáveis às falsidades da declaração constante da ficha de inscrição.

 

10.   A COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO é dotada de poder para anular as provas de seleção de que trata este EDITAL se assim achar necessário, reservando idêntico poder ao Sr. Prefeito da PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU, devendo fundamentar suas razões.

 

11.   O prazo de validade do PROCESSO SELETIVO será de 01 (UM) ano, contados da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração.

 

12.   O candidato, ao inscrever-se, estará aceitando todas as disposições estabelecidas neste Edital e da legislação vigente, não podendo alegar desconhecimento de qualquer natureza.

 

13.   A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades de documentos, mesmo que verificadas posteriormente, acarretarão a nulidade da inscrição, desqualificação e desclassificação do candidato, com todas as decorrências, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal.

 

14.   Os casos omissos serão resolvidos pela COMISSÃO DO PROCESSO SELETIVO.

 

15.   Possíveis erros de digitação deverão ser corrigidos no próprio local das provas.

 

16.   Decorridos 120 (cento e vinte) dias da homologação do PROCESSO SELETIVO, e não se caracterizando óbice administrativo ou legal, é facultada a incineração das provas e demais registros escritos, mantendo-se pelo período de validade do PROCESSO SELETIVO, os registros eletrônicos a ele referentes.

 

 

E para que chegue ao conhecimento de todos e que ninguém possa alegar ignorância, faz baixar o presente EDITAL que será publicado resumidamente na imprensa, no site www.mouramelo.com.br e afixado no mural da PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU e no local das inscrições.

 

 

Itu, 20 de outubro de 2010.

 

 

ANTONIO LUIZ CARVALHO GOMES
SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE ITU

 

 

 

 

ANEXO I

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO SUGERIDO

 

 

·         ENSINO MÉDIO INCOMPLETO – CONHECIMENTOS BÁSICOS E GERAIS

 

 

LÍNGUA PORTUGUESA: Ortografia Oficial; Acentuação, Pontuação; Crase; Classificação Silábica; Classes Gramaticais; Função Sintática dos Termos; Concordância Nominal e Verbal; Regência Nominal e Verbal; Sinônimos e Antônimos; Verbos (Pessoas e Tempos); Literatura Brasileira. Interpretação de texto.

 

MATEMÁTICA: Conjuntos; Números Naturais; Múltiplos e Divisores; Números Inteiros; Números Racionais; Números Reais; Sistema de Numeração Decimal; Operações Fundamentais; Sistema Métrico Decimal de Medidas de: comprimento, superfície, volume, capacidade, massa e tempo; Sistema Monetário Brasileiro; Equações, Inequações e Sistemas de 1º e 2º grau; Razões e Proporções; Regra de Três; Média; Juros; Porcentagens; Cálculos Algébricos; Potenciação e Radiciação; Funções de 1º e 2º grau; Geometrias.

 

CONHECIMENTOS GERAIS: Geografia, História e Fatos da Atualidade no Brasil.

 

 

·         ENSINO SUPERIOR – CONHECIMENTOS BÁSICOS E GERAIS

 

 

LÍNGUA PORTUGUESA: Ortografia Oficial; Acentuação; Pontuação; Crase; Classes Gramaticais; Função Sintática dos Termos; Concordância Nominal e Verbal; Regência Nominal e Verbal; Verbos (Pessoas, Tempos, Modos e Vozes); Sinônimos e Antônimos; Figuras de Linguagem, Vícios de Linguagem; Literatura Brasileira (Autores, obras e estéticas literárias). Interpretação de texto.

 

MATEMÁTICA: Conjuntos; Números Naturais; Múltiplos e Divisores; Números Inteiros; Números Racionais; Números Reais; Sistema de Numeração Decimal; Operações Fundamentais; Sistema Métrico Decimal de Medidas de: Comprimento, Superfície, Volume, Capacidade, Massa e Tempo; Sistema Monetário Brasileiro; Equações; Inequações e Sistemas de 1º e 2º Graus; Razões, Proporções; Regra de Três; Média; Juros; Porcentagens; Cálculo Algébrico; Potenciação e Radiciação; Funções de 1º e 2º graus; Função Modular; Função Exponencial e Logarítima; Progressões (PA e PG); Trigonometria; Matrizes; Determinantes e Sistemas Lineares; Probabilidade; Análise Combinatória; Números Binomiais e Binômio de Newton; Números Complexos; Polinômios e Equações Algébricas; Matemática Financeira; Geometrias.

 

CONHECIMENTOS GERAIS: Geografia, História e Fatos da Atualidade no Brasil e no Mundo.

 

 

·         CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

 

 

MÉDICO PLANTONISTA CLÍNICO

 

Cuidados gerais com o paciente em medicina interna. Doenças cardiovasculares: hipertensão arterial, cardiopatia isquêmica, insuficiência cardíaca, miocardiopatias e valvulopatias, arritmias cardíacas. Doenças pulmonares: asma brônquica e doença pulmonar obstrutiva crônica. Embolia pulmonar. Pneumonias e abscessos pulmonares. Doença pulmonar intersticial. Hipertensão pulmonar. Doenças gastrointestinais e hepáticas: úlcera péptica, doenças intestinais inflamatórias e parasitárias, diarreia, colelitíase e colecistite, pancreatite, hepatites virais e hepatopatias tóxicas, insuficiência hepática crônica. Doenças renais: insuficiência renal aguda e crônica, glomerulonefrites, síndrome nefrótica, litíase renal. Doenças endócrinas: diabetes mellitus, hipotireoidismo e hipertireoidismo, tireoidite e nódulos tireoidianos, distúrbios das glândulas suprarrenais, distúrbios das glândulas paratireoides. Doenças reumáticas: artrite reumatoide, espondiloartropatias, colagenoses, gota. Doenças infecciosas e terapia antibiótica. Distúrbios hidroeletrolíticos e acidobásicos. Exames complementares invasivos e não invasivos de uso corriqueiro na prática clínica diária. Emergências clínicas. Código de ética médica. SUS.

 

 

MÉDICO ESPECIALISTA ENDOCRINOLOGISTA

 

Hipotálamo. Hipófise. Pâncreas: Diabetes Mellitus. Diabetes insípidus. Tumores Adrenais; Gônadas; Hipogonadismo. Hirsutismo; Amenorreia; Ginecomastia. Pan hipopituitarismo; tumores hipofisários secretantes; Tumores hipofisários não secretantes. Neuro endocrinologia. Hipertireodismo e Hipotireodismo. Carcinoma da tireoide. Prova de função tireoidiana. Paratireoide: hipoparatireoidismo. Bócio multinodular e nodular/tóxico e atóxico. Hipercalcemias. Adrenal. Síndrome Cushing. Insuficiência adrenal. Hiperplasia adrenal congênita. Feocromocitoma. Hiperaldosteronismo. Hipoaldosteronismo. Anomalias do Desenvolvimento Sexual. Cetoacidose diabética e coma hiperosmolar. Obesidade. Dislipidemias. Erros inatos do Metabolismo. Código de ética médica. SUS.

 

 

MÉDICO PLANTONISTA ORTOPEDISTA

 

Infecções ortopédicas comuns na infância; Epifisiólise proximal do fêmur; poliomielite – fase aguda e crônica; Tuberculose ósteo-articular; Paralisia obstétrica; Osteomielite aguda e crônica; Pioartrite; Ortopedia geral; Arvicobraguialgias; Artrite degenerativa da coluna cervical; Síndrome do escaleno anterior e costela cervical; Ombro doloroso; Lombociatalgias; Artrite degenerativa da coluna lombo-sacro; Hérnia de disco; Tumores ósseos benignos e malignos; Traumatologias; Fratura e luxação da coluna cervical, dorsal e lombar; Fratura de pélvis; Fratura do acetábulo; Fratura e luxação dos ossos dos pés; Fratura e luxação do tornozelo; Fratura diafisária dos ossos dos pés; Fratura e luxação do joelho; Lesões em meniscos e ligamentos; Fratura diafisária do fêmur; Fratura do colo do fêmur; Fratura do ombro; Fratura da clavícula e extremidade de diáfise do úmero; Fratura da extremidade distal do úmero; Luxação do cotovelo e fratura de cabeça do rádio; Fratura diafisária dos ossos do antebraço; Fratura de Colles e Smith; Luxação do carpo – fratura do escafoide carpal; Traumatologia da mão; Fratura metacarpiana e falangiana; Ferimento da mão; Lesões dos tendões e extensores dos dedos; Anatomia e radiologia em ortopedia e traumatologia; Anatomia do sistema muscular; Anatomia dos vasos e nervos; Anatomia cirúrgica: vias de acesso em cirurgia ortopédica e traumatológica; Código de ética médica. SUS.

 

 

MÉDICO PLANTONISTA PEDIATRA

 

Morbilidade e mortalidade infantil; Crescimento e desenvolvimento: normalidade e distúrbios mais comuns, motorização do crescimento, puberdade; Alimentação: necessidades nutricionais e higiene alimentar; Aleitamento materno: aspecto nutricional, imunológicos, psicoafetivos e socioeconômicos; Imunização: composição das vacinas, contraindicações e calendário atual da Secretária de Estado de Saúde de São Paulo; Estatuto da criança e do adolescente; Higiene do ambiente físico: habilitação, creche, escola; Acidentes na infância: causas mais comuns e prevenção; Distrofias: desnutrição protéico-calórico, raquitismo carencial; Distúrbios hidroeletrolíticos e do equilíbrio acidobásico: desidratação, terapia de reidratação oral (TRO), fluidoterapia parenteral; Infecções agida do aparelho digestivo; Infecções agudas do aparelho respiratório; Infecções ortopédicas na infância: (osteomielite e artrite), congênitas e posturais (pé, torto,luxação do quadril, pés planos, escoliose); Infecções do aparelho cardiocirculatório: endocardite infecciosa, cardiopatias congênitas, insuficiência cardíaca congestiva; Infecções do aparelho urinário: infecções do trato urinário, glomerulonefrite agudas, síndrome nefrótica; Infecções endocrinológicas: diabetes mellitus, hipotireoidismo congênito; Infecções do sistema nervoso central: síndrome convulsiva. Meningite e encefalite, imunopatologia: AIDS (aspectos, epidemiológicos), asma, febre reumática, artrite reumatoide juvenil; Doenças onco-hematológicas: anemias ferropriva, anemia falciforme, diagnóstico precoce das neoplasias mais frequentes na infância; Doenças infectocontagiosas próprias da infância e tuberculose, parasitoses mais comuns na infância: aspectos clínicos e epidemiológicos: infecções dermatológicas mais comuns na infância. Código de ética médica. SUS.

 

 

MÉDICO ESPECIALISTA UROLOGISTA

 

Sintomas de distúrbios do trato urinário; Exame físico do trato urinário; Refluxo vesico uretral; Infecção urinária; Moléstia sexualmente transmissível; Calculose urinária; Câncer de bexiga, pelve e ureter; Neoplasias renais; Neoplasias de próstata; Prostatites; Tumores genitais; Bexiga neurogênica; Insuficiência renal aguda; Insuficiência renal crônica; Doenças do pênis e uretra masculina; Impotência sexual; Infertilidade; Hipertensão arterial renovascular; Noções sobre terapia de substituição da função renal; Código de ética médica. SUS.

 

 

 

 

ANEXO II

 

DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES E FUNÇÕES DO CARGO DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO I

 

 

AUXILIAR ADMINISTRATIVO I

 

ü  Arquivar documentos e armazenar materiais, segundo critérios previamente determinados e normas de serviço;

 

ü  Entregar materiais que lhe forem solicitados, anotando destinos, nome de solicitante, órgão no qual se encontra lotado e outros dados necessários, segundo instruções e normas de serviços;

 

ü  Manter atualizados os arquivos com a finalidade de facilitar a localização, segundo critérios previamente determinados;

 

ü  Receber, expedir, protocolar, entregar (interna e externa) e efetuar o controle de distribuição de documentos e correspondências em geral;

 

ü  Auxiliar em serviços rotineiros de escritório, separando documentos, confeccionando cópias de documentos;

 

ü  Operar computadores, digitar dados e formatar, imprimir e digitar documentos;

 

ü  Preencher formulários, conforme modelo preestabelecido e orientação normativa;

 

ü  Registrar o recebimento e a remessa de documentos;

 

ü  Operar máquinas fotocopiadoras e aparelhos de fax, entre outras de igual nível de complexidade;

 

ü  Executar outras tarefas correlatas e auxiliar na execução das atividades administrativas da área onde estiver lotado.

 

 


Rua Juruá, 78 - Vila Eldízia - Santo André - SP - Cep: 09181-550
Fone: (11) 4425-1256 / (11) 4425-5726



Desenvolvido por: